segunda-feira, 26 de abril de 2010

Madame Surtô - A antropofagia de todos os povos e culturas foi o tema da grife Madame Surtô para essa edição do DFB/2010. Por esse motivo, a...

2° dia de desfiles do Dragão Fashion Brasil 2010

Nenhum comentário:
 
Madame Surtô - A antropofagia de todos os povos e culturas foi o tema da grife Madame Surtô para essa edição do DFB/2010. Por esse motivo, as peças faziam alusão aos povos aborígenes de vários pontos do planeta, que em alguns looks se misturavam entre sim. Ficou bem interessante essa miscigenação. A modelagem das roupas são amplas que nos remete a um plus de conforto. Túnicas e batas para homens e mulheres (democrático, não?). A paleta de cores vai desde o branco até o azul, passando pelo laranja, verde e o vermelho. Destaque para a mistura de estampas e do look total branco com acessórios incríveis feitos de penas e outros materiais. A Profashional super aprova o vestido de babados que faz um mix de diferentes padronagens de tecidos. Nos pés, nadinha... os modelos desfilaram descalços ao som de batuques e cantorias indígenas.





Francisco Matias - Impactante o desfile do estilista Francisco Matias, que escancarou na passarela do DFB a loucura e o delírio. O jogo de cores, a textura das peças e os volumes deram um movimento todo especial ao desfile e que tbm me fez refletir uma coisa: A loucura é arte? Francisco indiretamente me respondeu essa pergunta dizendo que sim. Roupas que lembravam camisas de força todas picotadas com modelagem ampla desfilaram em uma trilha sonora no mínimo doida, com berros e gritos a toda a hora. Sem dizer na meia-luz da passarela (fiquei com dó dos fotógrafos, juro.) que mais parecia retratar um manicômio. As cores variavam entre tons de cinza, preto, branco e beterraba. Nos pés, clogs com saltos enormes fizeram algumas modelos escorregarem. Destaque para as máscaras de tricô que cobriam o rosto das modelos. Pequenos surtos super lindos esses aí, viu? Adorei!






Marcus Soon - O Boudoir Grunge foi o tema da coleção do estilista Marcus Soon, que explorou a sensualidade do boudoir com a pegada masculina do grunge. A Profashional adorouuu e eu, Dani Rodrigues, tbm! Essa mistura do visual "lady like" dos anos 40 com a pegada street do grunge dos final dos anos 80 início dos anos 90 foi tudo de bom! Os materiais usados são os mais diversos, como a renda, tafetá e tules que em alguns looks estavam por cima de moletons (adorei!) e de peças em jersey. Vestidos e casacos recebem o efeito "Trompe-l'oeil" de lingerie e as saias são de tule do tipo tutu ou bordadas. O preto, branco, tons de cinza e o nude formaram a cartela de cor da coleção. Nos pés, sapatos tipo oxford, sapatilhas ou tipo boneca.





Piorski - Se Maria Antonieta estivesse presente no desfile da grife Piorski ela iria adorar as cores da coleção, pois a cartela lembrava os tons de seus doces prediletos: os maracons. A coleção "Magic Box" trouxe a fantasia para a passarela do DFB/2010 com modelos que pareciam sair de uma caixa de bonecas. Os looks tinham uma pegada lúdica com muito babado, renda e tule sobre a maioria das peças. As padronagens variavam entre o xadrez, listrado, poá e desenhos infantis que as vezes se misturavam entre si. Saias e vestidinhos curtos e casacos super ajustados fizeram parte da coleção. Eu, Dani Rodrigues, gostou muito da pegada dark do final do desfile, com muito roxo, preto e vermelho. Nos pés, Melissas da estilista Vivienne Westwood.





Sá. Maria - A coleção da grife composta pelos estilistas Fábio Alves e João Luíz Batista Neves fez uma referência aos primórdios da criação e dos seus elementos: terra, água, fogo e ar. A coleção foi batizada de "Tempos dos Sonhos" e mostra justamente a fusão desses quatro elementos que deram origem a vida. O trabalho do artista pernambucano Francisco Brennand foi referência para a confecção das peças em tafetá, chiffons, musselines e sedas que possuiam volumes e estruturas diferenciadas. A textura e a sobreposição também deram o ar da graça. A cartela de cores varia entre os tons terrosos, passando pelo azul e preto. A Profashional adorou o vestido verde musgo em camadas. Lindo, lindo, lindo!





Skyler - O estilo medieval modernizado da Escócia tomou conta da coleção de inverno da grife Skyler. Ao som da banda escocesa Franz Ferdinand, looks repletos de padronagem xadrez tipo tartan, jeans de modelagem que vai desde a mais ampla até as mais justinhas no corpo em várias lavagens em conjunto com as pólos com brasões aplicados, fazendo referência às vestimentas e costumes do povo britânico, deram um ar arrojado e chique a coleção. Destaque para o ator Sérgio Marone, que quase colocou abaixo o salão do desfile, principalmente no seu último look, no qual o galã aparece com um roupão xadrez sem camisa. Definitivamente, causou...






Weider Silveiro - Michael Jackson foi a grande inspiração do estilista Weider Silveiro para a sua coleção de inverno 2010. Acredito que nem seja uma inspiração e sim uma homenagem explícita, pois tudo lembrava o rei do pop, com seus brilhos, shorts dourados de lamê e casacos ajustados no corpo com ombreiras. O militarismo reinou absoluto, com direito até a chapéu de soldadinho. Em contraponto à toda essa austeridade, rendas e bordados deram um ar mais leve ao desfile. As cores variavam entre o preto, dourado e vermelho. Algumas peças possuiam estampa que lembrava a superfície lunar. Nos pés, sapatos alto tipo "Mary Jane" ou "Over the Knee boots". A Profashional adorou os pingentes de tapeçaria que foram usados como cachecol.





Lindebergue Fernandes - A brasilidade cigana fechou o segundo dia de desfiles do DFB 2010. Para as mulheres, saias amplas e blusas com ombros caídos ao som de "O meu Sangue Ferve por Você" de Sidney Magal deram o perfume gypsy brasuca à coleção. O estilista explorou muito essa coisa de roupa puída e estonada, algumas parecendo que havia fuligem. Muito linda. Os jeans eram na sua maioria manchados e mais soltinhos no corpo tipo carrot. Destaque para a mistura de tecidos tipo patchwork. As penas eram acessórios quase que indispensáveis na coleção masculina. Elas estavam presentes nas sandálias, acredita? Super interessante e inusitados os tênis customizados com saltos usados em alguns looks femininos. A Profashional adorou a trilha sonora, que misturava vários ritmos populares brasileiros, com um bom pancadão para fechar o show.


Por Dani Rodrigues do Miscelanium Fashion
Foto: Dani Rodrigues/Roberta Braga Studio/Osvaldo F/Ricardo K

Nenhum comentário:

Postar um comentário