quinta-feira, 9 de setembro de 2010

FOTO DE MARCELO FAUSTINI/UOL ATORES: FERNANDA MACHADO E MALVINO SALVADOR Por Mirella Stivani Com "Mente Mentira", de Sam Shepard...

Malvino Salvador em entrevista exclusiva à Profashional

Nenhum comentário:
 
FOTO DE MARCELO FAUSTINI/UOL
ATORES: FERNANDA MACHADO E MALVINO SALVADOR

Por Mirella Stivani

Com "Mente Mentira", de Sam Shepard, em cartaz em São Paulo, o ator Malvino Salvador divide a função de protagonista e produtor da peça. Apesar da agenda cheia, ele teve tempo de conceder uma entrevista para a Profashional e contar um pouco sobre a experiência de fazer um papel tão dramático e denso, que lida com diferentes formas de loucura. No elenco, também estão Fernanda Machado, Zecarlos Machado e Malu Valle, entre outros.
Confira o que Malvino disse:

Profashional: Como pode ser definido o tema principal da peça?
Malvino Salvador: "Mente Mentira" trata das relações matrimonial e familiar, dos sentimentos que brotam a partir delas e sobre choque de valores numa sociedade degradada. O título remete às ilusões que as pessoas criam para se encaixar num mundo idealizado e fantasioso, distanciando-as da felicidade. O texto sugere que todos estão em busca do amor, mas as mentiras da mente os impedem de enxergar o verdadeiro caminho.

Todos os personagens, à sua maneira, estão aprisionados em suas próprias mentes, entre o limite da sanidade e loucura. Como demonstrar isso de forma intensa, mas sem ser caricatural demais?
É um exercício bastante difícil, pois a linguagem da encenação da peça é as vezes realista, expressionista e abstrata. Transitar por esses três estados distintos requer muita concentração e cumplicidade no jogo de cena, além da necessidade de um entendimento profundo sobre o universo do autor e sobre o que se quer comunicar.

Como vem sendo a reação do público?
De vários tipos e isto é muito interessante. Já vi pessoas às lagrimas ao final do espetáculo. Outras vêm dizer que se divertiram muito com o humor ácido. Têm as que saem sem entender muito bem, as reflexivas e as que dizem ter experimentado todas essas emoções juntas. Isto é muito gratificante, pois foi exatamente o que senti quando li pela primeira vez o texto.

Como foi dividir o trabalho de produtor/ator da peça? Por que escolheu essa história?
A responsabilidade de produzir e atuar é muito grande. Tenho que assumir uma postura clara de produtor, que responde às exigências, soluciona problemas, arma estratégias, estabelece as diretrizes etc e a de ator, que tem a mesma função dos colegas de palco. Isto é importante para evitar conflitos e também para me organizar. Queria me envolver em algo que fosse desafiador, me colocasse fora da zona de conforto de trabalho e que marcasse um ponto de mudança na minha carreira. Achei o texto incrível, arrebatador e inteligente, um drama profundo repleto de humor capaz de levar o público à uma reflexão consistente sobre a vida.

Serviço
Teatro Raul Cortez
R. Dr. Plínio Barreto, 285, Bela Vista - São Paulo - SP
Sexta 21h30 | Sábado 21h | Domingo 20h

Nenhum comentário:

Postar um comentário