quinta-feira, 8 de novembro de 2012

O que Graciliano Ramos diria da interpretação que Marisa Monte fez de seu mais famoso livro: “Vidas Secas”? O romance, publicado em 1938, m...

Música e clássicos da literatura

 
O que Graciliano Ramos diria da interpretação que Marisa Monte fez de seu mais famoso livro: “Vidas Secas”? O romance, publicado em 1938, mostra uma família de retirantes do sertão brasileiro, sendo a sua vida sub-humana condicionada diante de problemas como a seca, a pobreza e a fome. O texto traz sentimentos e emoções que essa condição obriga, como procurar meios de sobrevivência, criando, assim, uma ligação ainda muito forte com a situação atual do Brasil. 

Ao pensar que ela ainda é predominante no sertão brasileiro, a cantora Marisa Monte retirou a essência do livro e a inseriu na música “Segue seco”, e transportou toda a obra de Graciliano Ramos para imagens e musicalidade, mostrando o sofrimento pela falta de chuva. 


Provavelmente, se na época em que o autor escreveu o livro existissem os videoclipes, teria sido o mesmo que Marisa criou muitos anos depois. Para quem não conhece a obra, vale pesquisar ou mesmo ler na íntegra e acompanhar o vídeo para encontrar as conexões entre ambos. E por que não criar você mesmo uma interpretação de uma das obras mais importantes da literatura brasileira? Vale o exercício!