terça-feira, 26 de agosto de 2014

Neste último sábado (23) a Profashional Editora realizou um bazar beneficente de sucesso com ajuda de vários voluntários. Ser Profas...

Bazar Profashional faz arrecadação em prol do Instituto Entre Rodas & Batom

Nenhum comentário:
 
Neste último sábado (23) a Profashional Editora realizou um bazar beneficente de sucesso com ajuda de vários voluntários.



Ser Profashional é fazer o bem! Esse era o lema do bazar beneficente realizado pela Profashional Editora com toda sua renda revertida para o Instituto Entre Rodas & Batom. Todo o lucro arrecadado pelo evento será usado para todos os propósitos da Ong, que encabeçada por Eliane Lemos, tem como foco a inclusão social, acessibilidade e trabalhos de resgate a autoestima de deficientes físicos. Embaixadora, diretora de Relacionamento Institucional, Sandra Teschner foi a anfitriã do bazar.

Foram dezenas de peças de roupas e acessórios doados por amigos, grifes e voluntários vendidos a preços amigos. O bazar ainda contou com a presença de Nea Santtana, estilista baiana, descoberta por Sandra através do facebook e que hoje consolidou parceria com o estilista Amir Slama.

Também estiveram presentes, Adelino Ozores, presidente do Instituto Entre Rodas & Batom, Fernando Aranha, primeiro atleta brasileiro a participar das histórias dos Jogos Paraolímpicos de Inverno que esse ano ocorreu em Sochi, na Alemanha e Dudé vocalista das bandas Dudé e a Máfia e Dudé Blues Band. E muitos outros convidados especiais.


Sobre a Embaixadora e Publisher Sandra Teschner

Criou em 2003 a Revista Profashional e a Profashional Editora. Ministrou aulas de Marketing da Moda na Fasm (Faculdade Santa Marcelina), especializou-se cada vez mais em comportamento em cursos na Espanha e Alemanha, e criou projetos junto ao Sebrae como o Fábrica MorumbiFashion, com curadoria do estilista Walter Rodrigues, para apoiar novos talentos de moda.

Palestrante e presença requisitada nos mais diversos eventos do mundo. De Shangai a Dubai, Espanha, Alemanha, Russia. Assim como pelas mais diversas universidades e instituições de ensino de respaldo no Brasil como a USP, a faculdade Anhembi Morumbi, O Senac, a Faculdade Santa Marcelina entre muitas outras. Representa ainda o Brasil em workshops e palestras em países de língua portuguesa como Cabo Verde e Portugal, sempre explorando características que fazem do Brasil país tão peculiar no contexto global.

A Profashional Editora também publica, além de revistas customizadas, projetos especiais. Entre os títulos estão o Pocket Book, um livro-conceito sobre cinema com 200 páginas feito para o Shopping Center Norte, em homenagem ao cinema mundial. “Gangue Dix – A Festa no Salão da Boca”, livro infantil para a Drogaria São Paulo e Colgate, “Um poeta Fazendo Arte”, livro de poesia e institucional da Alcateia Engenharia de Sistemas, “Ciranda”, livro interativo feito para a campanha de arrecadação de brinquedos das Pernambucanas e “Guirlanda – A Porta de Entrada para o Natal”, livro de Natal do Shopping Center Norte.


Sobre o Entre Rodas e Batom


Fundado em Dezembro de 2013, o Instituto Entre Rodas & Batom, visa promover a valorização da menina, adolescente e mulher por meio de atividades que trabalham e informam sobre o cenário de discriminação que as mulheres vivem, especialmente aquelas com deficiência. O trabalho é feito a partir de oficinas abertas a todos, principal instrumento para mobilizar e instruir as pessoas sobre esse tema delicado.

“Levamos informações para essas mulheres que vivem em situação de vulnerabilidade. Pessoas que poderiam ter acesso a educação, ao trabalho e ao lazer. As nossas oficinas propõe o empoderamento da mulher enquanto cidadã, falando de autoestima, sexualidade e feminilidade. Além disso, discutir questões importantes, como a violência contra a mulher. Pois, muitos casos de deficiência são decorrentes de violência dentro de casa”, comenta Eliane Lemos, Diretora de Gestão do Entre Rodas & Batom.


Traz em seu DNA o artigo 6º da Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência que reconhece que as mulheres e meninas com deficiência estão sujeitas a múltiplas formas de discriminação e, portanto, tomarão medidas para assegurar às mulheres e meninas com deficiência o pleno e igual exercício de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais.


Entre tantas preocupações que merecem atenção e medidas para solução, a violência contra a mulher, seja em que idade for, tem arregimentado pessoas em todo o mundo. Dados da Organização das Nações Unidas (ONU) indicam que as mulheres são vítimas de abuso físico, sexual e moral, em seu mais amplo espectro. Mudar esse quadro não é fácil. Pois reúne vários aspectos: falta de informação sobre direitos humanos, desvalorização da vida, baixa autoestima, desemprego, uso de drogas e álcool, enfim, variáveis muitas vezes ligadas à realidade sócio-econômica-cultural. Para completar o quadro, muitas possuem deficiências, algumas até como resultado da violência e/ou negligência. 





Nenhum comentário:

Postar um comentário