terça-feira, 8 de setembro de 2015

O Grand Palais, em Paris, foi construído para a grande Exposição Universal de 1900, uma feira que durou sete meses para que empresas e forn...

Louis Vuitton lança exposição "Volez, Voguez, Voyagez” no Grand Palais

Nenhum comentário:
 
O Grand Palais, em Paris, foi construído para a grande Exposição Universal de 1900, uma feira que durou sete meses para que empresas e fornecedores vindos de todo o mundo exibissem seus novos produtos e invenções tecnológicas para celebrar os avanços da sociedade na virada do século. 

A seção de acessórios de viagem mostrava as luxuosas malas feitas pelas mãos de monsieur George Vuitton, filho de Louis Vuitton, o fundador da grife há então 46 anos. Um século depois, Louis Vuitton lança uma nova exposição sobre sua história, que será exibida do dia 4 de dezembro de 2015 até 21 de dezembro de 2016.

Com curadoria do importante historiador de moda, Olivier Saillard, e cenografia de Robert Carsen, a mostra irá explorar a jornada da grife desde 1854, ano de sua criação, até os dias de hoje.

“Volez, Voguez, Voyagez - Louis Vuitton” trará uma seleção de baús e malas – desde os modelos artesanais aos mais excêntricos, com peças feitas sob medida para clientes especiais e celebridades - e será dividida entre as nove salas do Salon d'Honneur do Grand Palais.

Um pouco mais de Louis Vuitton

Louis Vuitton nasceu em 1821. Ele era de uma família pobre de moleiros e carpinteiros. Aos 14 anos, ele resolve viajar a pé (400 km) para Paris com o objetivo de aprender durante dois anos como trabalhar com madeira. O jovem Vuitton foi contratado como aprendiz de um fabricante de baús de viagem, que era usado pela alta sociedade em suas mudanças e deslocamentos. A sua grande primeira ideia foi criar um tecido altamente resistente e revestido, que iria substituir o couro. Até meados dos anos 80, a marca recém-famosa, Louis Vuitton, parecia fadada a vender bolsas clássicas para um público pequeno, porém muito fiel. Em 1987, o magnata francês Bernard Arnault comprou a grife da família Vuitton e, com ela, ergueu os pilares do grupo LVMH (Louis Vuitton Moët Henessy), maior conglomerado de marcas de luxo do planeta. A marca começou a se preocupar em lançar tendências em 1996, quando convocou estilistas renomados para reinventar seus acessórios, em uma homenagem aos 100 anos dos famosos anagramas. Em 1997, Arnault contratou o estilista americano Marc Jacobs para renovar a LV e criar sua primeira coleção de roupas, além de sapatos, relógios e até joias extremamente sofisticadas. Reconhecido nos Estados Unidos por sua modernidade, o estilista americano desembarcou em Paris como um quase desconhecido, mas mostrou a que veio logo na primeira temporada. Em 2004, quando comemorou seus 150 anos, a marca francesa inaugurou lojas em São Paulo, Cidade do México, Nova York, Cancun, Joanesburgo e República Dominicana, além da primeira loja global em Xangai na China. Os méritos de Marc Jacobs são reconhecidos por todos. Sob seu comando, a marca cresceu mais de 80%. Há mais de 150 anos a Louis Vuitton conserva intacta o seu poder de atração.


Nenhum comentário:

Postar um comentário