sexta-feira, 4 de setembro de 2015

A lingerie passou por uma série de transformações ao longo dos séculos, desde o tempo das vestes longas, usadas até pouco depois da Idade M...

Victoria & Albert prepara exposição sobre a história da lingerie

Nenhum comentário:
 
A lingerie passou por uma série de transformações ao longo dos séculos, desde o tempo das vestes longas, usadas até pouco depois da Idade Média, até pela ostentação dos séculos 17 e 18, quando era usado um verdadeiro arsenal de acessórios por baixo das grandes saias femininas. 

Quando a moda eram roupas justas e cinturas marcadas, lá estava o sutiã com armações de metal, cintas e corpetes para moldar o corpo feminino. Na década de 60, com a revolução sexual, o sutiã chegou a ser queimado em praça pública, num ato pela liberdade feminina. Uma geração de mulheres afirmava, em 1980, não usar nada por baixo das camisetas ou de seus jeans, mas os tempos mudaram. A evolução tecnológica possibilitou o surgimento de novos materiais, que tornou a lingerie mais confortável e durável, duas exigências da vida moderna. 

A indústria de lingerie, que continua crescendo, aposta agora em alta tecnologia. É possível encontrar no mercado desde o espartilho no mais clássico modelo renascentista até o sutiã mais moderno, recheado de silicone, a última novidade.

Se você tem curiosidade em conhecer mais sobre esse item que merece todo o status fashion, você não pode perder a exposição “Undressed: A Brief History of Underwear”, que terá suas portas abertas em abril de 2016 e ficará em cartaz até fevereiro de 2017 no museu Victoria & Albert, em Londres.

A mostra planeja abordar "os aspectos práticos da lingerie e seu papel no guarda-roupa, além de destacar seu apelo sensual e sexual". Serão mais de 140 fotografias, vídeos e campanhas usadas para ilustrar a exposição, que contará com peças originais criadas por Paul Poiret e Dolce & Gabbana, como uma forma de explicar o nascimento e a evolução da 'fundação da moda', como o museu define a lingerie, e criadores menos conhecidos, que desafiaram as formas e os materiais que fazem parte do mundo da “roupa de baixo”. A exposição promete ser um sucesso e atrair milhares de visitantes do mundo todo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário